home NOTICIA GERAL-02 546 views # CONCURSO PÚBLICO

Censo terá 1,3 mil contratações temporárias no Pará

O orçamento do Censo Agropecuário de 2017 sofreu um corte de mais de 50%

Foto: Divulgação

O IBGE inicia no dia 1º de outubro de 2017 as operações do seu 10º Censo Agropecuário. Ao longo de cinco meses, os recenseadores irão visitar mais de 5 milhões de estabelecimentos agropecuários em todo o País, levantando informações sobre a área, a produção, as características do pessoal ocupado, o emprego de irrigação, o uso de agrotóxicos, entre outros temas.
Ainda de acordo com as informações divulgadas ontem pelo IBGE, os resultados do Censo Agro 2017 devem começar a ser divulgados em meados de 2018.
O orçamento do Censo Agropecuário de 2017 sofreu um corte de mais de 50%. Diante desta contingência, o corpo técnico do IBGE foi compelido a fazer adaptações como, por exemplo, a redução do número de contratados temporários para essa operação: inicialmente previsto para 82 mil pessoas, esse contingente foi reduzido para 26.010, sendo 1.372 contratos temporários no Pará.
Segundo o IBGE, ainda neste mês de abril, começam as inscrições dos dois processos seletivos simplificados para os temporários que atuarão no Censo Agropecuário 2017. Destas 26.010 vagas, 171 serão para profissionais de nível superior em 18 diferentes áreas de conhecimento. As vagas restantes serão para nível médio. Ao todo, serão abertas vagas em pouco mais de 4 mil municípios do País. Os números definitivos serão divulgados nos editais dos dois processos seletivos, cuja publicação está prevista para os dias 10/04 e 24/04/2017.
A tabela de distribuição preliminar dessas vagas, divulgada ontem, indicam 39 vagas abertas no Pará no primeiro processo seletivo. São quatro contratações temporárias para postos de analista censitário, com remuneração de R$ 4 mil, cada; 20 para postos de agente censitário administrativo, pelo valor individual de R$ 1,5 mil; nove para agente censitário regional, a R$ 2,5 mil; e seis agentes censitário de informática, com R$ 1,7 mil de remuneração.
No segundo processo seletivo, serão 1.070 vagas para recenseadores no Estado, que receberão por produção; outros 203 contratos temporários para agente censitário supervisor, pelo valor cada um de R$ 1.600; e 60 vagas para agente censitário municipal, com remuneração de R$ 1.900.
REDUÇÃO
Outro efeito da crise, é que a coleta do Censo Agropecuário, prevista para cerca de 90 dias, foi ampliada para cinco meses. A redução do orçamento tornou necessária uma simplificação do questionário inicialmente concebido, conforme o IBGE. “O objetivo foi dar mais agilidade à coleta de dados, permitindo que, em média, três estabelecimentos agropecuários sejam visitados pelos recenseadores, a cada dia. Essa simplificação foi levada ao conhecimento da sociedade, dando origem a novas demandas, que foram incorporadas ao questionário”, diz o comunicado.
O Censo Agropecuário 2017 vai subsidiar a implantação do cadastro de estabelecimentos agropecuários e do Sistema Nacional de Pesquisas Agropecuárias. De acordo com o IBGE, isso permitirá a criação da Pesquisa Nacional por Amostra de Estabelecimentos Agropecuários, que irá a campo, anualmente, captar dados pormenorizados sobre receitas e despesas na produção, crédito e seguro rural, proteção de mananciais, conservação da fauna e flora, uso de agrotóxicos, técnicas de produção, além da situação social e familiar dos trabalhadores do campo, entre outros temas.

 

 

Fonte: O Liberal

546 viewsPublicado por: Kleydson Oliveira | em: 04/04/2017
COMENTE:
previous arrow
next arrow
Slider